domingo, 22 de julho de 2012

Se eu fechar os olhos agora - Edney Silvestre (DL2012)




Esta postagem é parte do Desafio Literário 2012, que no mês de julho tem como tema o Prêmio Jabuti.

SINOPSE: Numa pequena cidade da antiga zona do café fluminense, em abril de 1961, no dia em que Yuri Gagarin saiu da órbita terrestre, descortinando um universo de possibilidades para a humanidade, dois meninos de 12 anos de classe média baixa, um filho de ferroviário, outro de açougueiro, encontram o corpo de uma linda mulher, que foi morta e mutilada, às margens de um lago onde vão fazer gazeta. Eles não aceitam a explicação oficial do crime, segundo a qual o culpado seria o marido, o dentista da cidadezinha, motivado por ciúme. Ele era frágil demais para o ato necessário a tanta devastação. Começam uma investigação ajudados por um velho que mora no asilo da cidade, um ex-preso político da ditadura Vargas. Acabam descobrindo não só a verdade sobre o crime mas também toda a hipocrisia de uma cidade de coronéis que, mesmo numa época em que o Brasil caminha para a industrialização, tentam a qualquer custo manter o poder absoluto. Para os meninos, um terrível caminho de amadurecimento e chegada à vida adulta.


O livro em questão ganho o Prêmio Jabuti em 2010 na categoria de Melhor Romance. Escolhi esse livro meio que ao acaso. Fiquei intrigada com toda a polêmica que causou na época da premiação aliada a certa preguiça (que feio!!) para fazer uma pesquisa para o tema.

E o que aconteceu?

Simplesmente não rolou...

Não sei dizer se o problema é com o livro ou se sou eu que não estou no momento certo para lê-lo, mas a verdade é que não consegui me conectar de forma alguma com a história, com os personagens...  e enfim...  acabei fazendo algo muito raro: abandonei o livro. Assumo.  

Talvez dê uma nova chance para ele no futuro... Porque infelizmente não foi dessa vez.
Related Posts with Thumbnails