segunda-feira, 19 de abril de 2010

A Montanha e o Rio - Da Chen


Sinopse: No auge da Revolução Cultural chinesa, Ding Long, um jovem e poderoso general, gera dois filhos. Um deles, legítimo. O outro, nascido de uma jovem camponesa que se atira do alto de uma montanha poucos momentos depois do parto. Tan cresce em Beijing, cercado de luxo, carinho e conforto, ao passo que Shento é criado nas montanhas por um velho curandeiro e sua esposa, até que a morte do casal o leva a um orfanato onde passa a viver sozinho, assustado e faminto. Separados pela distância e pelas condições de vida, Tan e Shento são dois estranhos, que crescem ignorando a existência um do outro.
´A montanha e o rio´ narra a saga desses dois irmãos que trilham caminhos distintos, mas cujas vidas se encontram quando se mesclam inevitavelmente aos acontecimentos que marcam a história política e social da China no final do século XX.
Numa trama repleta de conspiração, mistério e paixão, Tan e Shento se tornam inimigos ferozes tanto no campo político quanto no pessoal, pois, por um capricho do destino, se apaixonam pela mesma mulher, o que contribui para acirrar ainda mais o ódio que sentem um pelo outro. Com esta história envolvente, que levou oito anos para ser concluída, Da Chen, conhecido por suas obras memorialísti- cas, faz sua primeira incursão pela área da ficção. A marca de Da Chen está por certo presente nesta narrativa que possui também traços do romance histórico e é perpassada pelas milenares tradições do Oriente e suas relações com o mundo ocidental.

A Montanha e o Rio é um livro exótico e envolvente. Narra a história de dois irmãos separados por um abismo intransponível - o ódio. Somos conduzidos pelos horrores dos bastidores e consequências de um regime totalítário, que transforma a vida de todos de acordo com a vontade de alguns poucos. Não há mocinhos ou bandidos, todos são imperfeitos, todos tem fraquezas e sujam suas próprias mãos, mas também possuem qualidades, seja a força, determinação ou o amor incondicional.
O final é bastante contundente, visto que a trajetória dos irmãos colide de tal forma que torna um "final feliz" algo impossível.
Foi especialmente emocionante acompanhar o crescimento, desilução, sofrimento, reclusão, a transformção, a loucura e obsessão e por fim a redenção de Shento. Por sinal, o primeiro capítulo do livro, que narra o seu nascimento foi uma das coisas mais belas que já tive o prazer de ler. Só por este trecho o livro já vale a pena.

Um livro envolvente e emocionante. Super recomendado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails