segunda-feira, 8 de março de 2010

Il Divino...

Há alguns anos comecei a nutrir um interesse muito especial pelo obra daquele que para mim é o maior artista da renascença (na verdade o maior de toda a história): MICHELANGELO BUONARROTI. Inicialmente, este interesse surgiu pelo fato de ver refletida em suas obras uma perfeição anatômica que me deixou atordoada, assim a paixão que eu já possuía pela anatomia em si passou a adquirir contornos mais amplos. Com o passar do tempo, comecei a procurar por outras obras, conhecer sua biografia, e aquilo que era uma mera curiosidade tornou-se uma verdadeira paixão. Assim, passei a buscar todo tipo de informação possível, na internet ou por revistas e livros, tanto que hoje há uma secção na minha estante dedicada exclusivamente a ele. 

 
(Meus livros sobre Michelangelo e o Renascimento - detalhe decorativo a bonequinha super fofa da Madame Bovary)

Gostaria de tentar expor com palavras aquilo que as obras de Michelangelo provocam em mim, mas é uma verdadeira avalanche dos mais diversos sentimentos que são impossíveis de serem definidos com palavras... acho que posso apenas me limitar a dizer que poucas coisas despertam algo semelhante, talvez somente Jeff Buckley.

No meio disto tudo, um dos livros que encontrei é o “Michelangelo: paintings, sculpture and architeture” de Ludwing Goldscheider (importado). Em minha modesta opinião, este é um livro indispensável para os amantes deste gênio. O livro foi originalmente publicado em 1953, e continua sendo o único livro que contém todas as obras do artista (ou quase).


(Capa do livro)

O livro traz inicialmente um resumo sobre a vida de Michelangelo e o contexto em que foram criados seus principais trabalhos, e então apresenta uma sequência de fotos das pinturas, esculturas e projetos arquitetônicos criados por ele. O livro contém mais de 200 fotos, porém somente 11 são coloridas.

Quando se trata das esculturas não há o menor problema, pelo contrário, pois neste caso as fotos em preto e branco dão um toque especial, deixam transparecer o verdadeiro sentimento das peças. E é exatamente aí que reside o grande mérito do livro, pois há fotos das esculturas nos mais diversos ângulos, permitindo quase que um giro de 360° em várias peças. São fotos únicas e imperdíveis.

(Madona de Bruges vista por vários ângulos)
 
O problema começa quando falamos das pinturas, pois elas ficam completamente desfiguradas, já que uma das grandes características de Michelangelo como pintor era o uso marcante das cores.
(O estrago feito com o Teto da Capela Sistina _ acima _ e com O juízo Final _ abaixo)
Mas voltando a parte boa, outro grande ponto positivo do livro são as fotos dos trabalhos de Michelangelo como arquiteto, que frequentemente é até um pouco esquecido. Há fotos inclusive dos detalhes decorativos, das vistas internas e externas de diversos projetos, muitas inclusive que não havia visto em nenhum outro lugar.

Além disso, o livro traz ainda fotos de vários modelos em cera, e de trabalhos que em algum momento foram supostamente atribuídos ao artista. O livro seria realmente completo não fosse a falta dos desenhos e esboços, que foram completamente ignorados.

Mas mesmo com alguns problemas é um livro super recomendado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails